“Não fale com estranhos” explica muita coisa sobre viver no exterior.

the stranger - book

Hoje eu assisti aos 8 capítulos de “The Stranger”. No momento, estou com medo dos meus colegas de trabalho, vizinhos e definitivamente de alguns parentes.

Eu não sei se a situação vai melhorar ou piorar se eu resolver assistir “Safe”que é do mesmo escritor. Vocês assistiram?

O suspense baseado no livro do Halan Coben foi filmado em Manchester, que é uma cidade a duas horas de Londres que tem essa vibe aqui:

the stranger - downtown manchester

A história se passa no subúrbio e aqui vocês conseguem ver as principais casas que foram usadas nas filmagens direto no google maps:

Screen Shot 2020-03-01 at 12.56.58 AM

( https://goo.gl/maps/mvkgXYSRnHjT4mi88 )

Uma das casas que a gente vê é essa Eduardiana (?) aqui:

Alguém mais acha que o exterior e o interior não combinam? Existe uma grande desvalorização do clássico, no que se trata de mobília, no exterior. Eu, obviamente acho uma pena porque eu não sou fão do moderno e MUITO MENOS do branco…

A casa principal, no estilo Georgiano, certa vez serviu de moradia pra 24 estudantes. Reparem como é comum na Inglaterra a preservação da fachada e a reforma completa dos interiores.

TheStrangerHouse2

Algo me diz que eles arrematam as paredes por dentro com dry-wall porque não tem jeito de uma parede de tijolos do século 18 ou 19 ser lisa desse jeito – (mas eu não sei como eles fazem exatamente).

Screen Shot 2020-03-01 at 1.15.42 AM

O que eu sei é que eu gosto muito desse escritório! Gosto do piso de madeira corrida e do sofá azul com cara de desconfortável. É um ambiente que fica super em cima do muro entre ser completamente masculino ou feminino.

Screen Shot 2020-03-01 at 1.16.11 AM

No quarto do menino, eu acho que os posters colados na parede sem moldura, apesar de retratarem algo recorrente na adolescência, deixaram uma cara de inacabado… principalmente da maneira desordenada como foram colocados. Já, as fotos sobre a escrivaninha ficaram bem legais!

Reparem como eles usam abajour! Só nesse quartinho, tem 3.

Screen Shot 2020-03-01 at 1.16.38 AM

Essa sala da família ao lado da cozinha tem tantos elementos modernos e fica tão fora do meu orçamento que eu não quero nem cobiçar ela…

Tudo bem, é uma sala bonita e aquele móvel embaixo da TV (duas fotos abaixo) com cara de anos 70/80 tá super na moda. Mas eu ainda sou bem mais clássica do que isso.

Screen Shot 2020-03-01 at 1.19.07 AM

Moderno demais pra mim!

Adorei as muitas estantes com muitos livros coloridos. Dá um ar de realidade! Ninguém merece a estante de “Para todos os garotos que já amei” que só tinha livros azuis!

Screen Shot 2020-03-01 at 1.18.29 AM

Aqui, o outro lado dessa peça gigante com a cozinha no meio:

Screen Shot 2020-03-01 at 1.20.45 AM

Essa bancada deve ter, tranquilamente, 1.7m x 3m… o que é mais ou menos o tamanho das cozinhas que a gente encontra nos apartamentos no Brasil.

Aqui, uma vista do exterior:

the stranger - outside

Sim, os caras têm dinheiro. Mas sabe o que eu noto de estranho e que essa série retratou muito bem? Eles têm muito medo uns dos outros. Eu tenho um amigo Canadense (Sim, eu consegui fazer UM em cinco anos) e ele demorou meses pra realmente conversar comigo sobre algo que não fosse trabalho e mostrar algum tipo de confiança.

Eu noto as crianças na pracinha se afastando das minhas filhas (apesar dos vizinhos aparecerem na nossa casa pra brincar sem convite) e eu noto um medo geral uns dos outros. Um tal de “todo mundo pode ser um psicopata”. O que parece que é absolutamente verdade, de acordo com os filmes e séries que eu vejo. Talvez essa realmente seja a realidade daqui.

Como se “You” já não tivesse me deixado paranóica o suficiente, “The Stranger” foi a gota d’água que faltava pra eu ligar todos os meus alarmes que faltavam e confiar menos ainda nas pessoas aqui!

Vou ali dormir com a luz ligada…

Boa noite, povo!

 

Para todos os garotos que ja amei (2) ps: ainda te amo

Eu não vou começar com um spoiler alert porque eu acho DIFÍCIL que exista algum spoiler nessa história… no segundo livro Lana Jean se alista para o exército, onde ela reencontra o Peter que perdeu uma perna na guerra e ela arrasta ele pela fronteira em meio a bombas e tiros? Não, né? Claro que não.

A segunda história é tão água com açúcar quanto a primeira mas com o agravante de ser um pouco menos “bonitinha”. O Peter, que era um namorado excessivamente perfeito -a ponto de muitas das minhas amigas terem terminado relacionamentos porque o fulano não era suficientemente “Peter” na opinião delas – passa a ser um namorado um pouco mais normalzinho.

Felizmente uma coisa continua linda e perfeita: O quarto da Lana Jean!

to all the boys ps I still love you 3

Eu ADORO uma bagunça e quartos de adolescente. Talvez eu devesse mencionar isso pro meu terapeuta…

Quartos adolescentes e coloridos me deixam instantaneamente feliz! É o efeito das cores no cérebro da gente, produzindo todos aqueles hormônios da felicidade (e eu tô falando de serotonina, não de dopamina!)!

Aqui, uma foto do instagram da Lana Condor ( @lanacondor )

lana jean room - chuva e filme 1

Existe uma grande predominância de azul celeste e rosa pink e, se vocês olharem pra parede do closet verão o nosso conhecido aqui do blog cor-do-quarto-da-Bella-em-Crepúsculo!

Claro que eles forçaram a parceria com a quantidade infinita de roupas azuis no chão, sendo que a Lana Jean nunca usa azul e com aquele monte de livros com capaz azuis embaixo da janela…

Mas nada se compara ao que os coitados estagiários tiveram que fazer quando buscavam por livros azuis pra completar essa estante da sala:

to all the boys ps I still love you 1

As setas da segunda e terceira fotos são chamando a atenção pra maneira como as roupas dos personagens combinam com a decoração. Praticamente uma foto de instagram de mãe organizada…

Eu acho que els gastaram tanto do orçamento fazendo o quarto da Lara Jean que o resto da casa teve que ser o mais simples possível!

Em compensação, eles criaram todo um café pra uma única cena que eu achei lindo. Eu ando adorando essa combinação de amarelo (laranja?) e azul marinho que eu tenho visto aqui e em séries como Riverdale:

to all the boys ps I still love you 2

Olha em Riverdale:

Mas, e a história?

Pois é… é algo que eu não me vejo assistindo de novo, sabe? O primeiro filme eu assisti umas 3 vezes, assim, só pra pegar no sono depois de tomar remédio pra gripe. Era fofinho e leve… inclusive, sobre o primeiro filme, eu gostei da maneira como a Lana reage ao vídeo dela ter vazado. Achei importante pras meninas saberem que não é motivo pra cortar os pulsos e é assim que eu pretendo criar as minhas filhas nesse mundo louco cheio de tecnologia. Mas o segundo filme, a não ser pra analisar a o cenário, eu não me vejo assistindo muitas vezes…

Óbvio que quando sair o terceiro eu vou correr pra assistir! Talvez eu até dê uma espiadinha no livro porque eu não sei não ser curiosa…

E vocês, já assistiram?


 

Image result for instagram png logo

Lana Condor ( Lara Jean ) – @lanacondor

Noah Centineo ( Peter ) – @ncentineo 

Booksmart

Eu assisti Booksmart 3 vezes esse mês (normal) e eu conluí que é um filme pra pais e não necessariamente pra adolescentes… até porque ele é classificado pra maiores de 17 anos.

Booksmart01

Posso ser eu, ou pode ser o fato de que eu não fiz absolutamente nada no colégio a não ser estudar, mas eu adoro comédia adolescentes! Alguns diriam que eu tenho problemas com o passado desde a época em que eu realmente era adolescente e tinha plena consciência de que eu estava vivendo aqueles anos da maneira errada… porque tipo… um filme sobre a minha adolescência seria extremamente chato.

Booksmart02

Eu cresci revendo “16 candles” e “The breakfast club” na sessão da tarde e eu sempre gostei de deixar meus filmes o preferidos rodando ao fundo da sala enquanto eu estudava ou fazia qualquer coisa (leia-se arrumava o quarto). Até hoje eu faço isso e esse é o meu único problema com “Booksmart”… não dá pra deixar rodando dia e noite na casa com crianças pequenas sem traumatizar elas um pouco. A linguagem é bem pesada e algumas cenas me deixaram com vergonha de assistir o filme no avião (mas não são excessivamente sexuais… tipo… médio).

As minhas expactativas pra esse filme eram super altas porque a Beanie Feldstein (atriz que faz Molly, a personagem principal) é irmã do Jonah Hill. Eu considero ele um ator maravilhoso, principalmente depois que ele atuou com o Leonardo DiCaprio em “The Wolf of Wall street”! A irmã dele não decepcionou! Eles são super parecidos tanto fisicamente quanto na maneira de atuar! As pessoas que me fazem rir – famosas ou não – têm um espaço reservado no meu coração.

Aliás, todo o elenco é muito bom! As crianças foram bem escolhidas e eu acho que vamos ouvir falar de todos. A começar pela Kaitlyn Dever que já foi indicada a vários prêmios por “Unbelievable”.

Mais um nome que vai ser famoso no elenco é o Mason Gooding, filho do Cuba Gooding Jr. Aquele filme “Radio” me dá altos ataques de pânico e é um dos motivos de eu preferir assistir comédias adolescentes…

Um detalhe que eu gosto desse filme, e que pode ser bem particular da minha perspectiva e da maneira como eu vejo o mundo, é que, apesar de se passar em 2019, ele tem um filtro que deixa as cores menos saturadas e dá toda uma sensação de ter sido filmado nos anos 90! Perfeição!

Adorei e vou assistir de novo e de novo… assim que as crianças dormirem!

O apartamento de “A Chefa”

Sabe porque eu gostei desse apartamento? Porque ele é real. Real e palpável. Ele fez eu me sentir normal com todas as mil coisas que eu deixo acumular em cima do meu balcão da cozinha porque eu também sou uma mãe que trabalha e eu sei que é IMPOSSÍVEL dar conta de tudo.

Screen Shot 2018-08-12 at 12.43.35 PM (1)

Screen Shot 2018-08-11 at 11.00.28 PM

As combinação é super simples e à prova de erros. É um sobreposto de cores quentes, ao contrário do cinza-azul-verde que a gente tem visto muito por aí em todos os lugares.

Screen Shot 2018-08-11 at 11.01.36 PM.png

Eu gostei das cores aconchegantes das paredes, apesar de ser meio contra paredes doce-de-leite a essas alturas da minha vida ( no passado eu gostava, como eu já contei aqui )!

A diferença é que essa parede cor de doce-de leite é cheia de quadros variados – e meio desconexos – e pinturas de criança.

Screen Shot 2018-08-11 at 10.59.05 PM

Screen Shot 2018-08-11 at 11.21.31 PMScreen Shot 2018-08-11 at 11.07.58 PM (1)Screen Shot 2018-08-11 at 11.09.29 PM (1)

Às vezes, ter uma casa que não é tão “clean” nem minimalista como mostram as revistas de decoração faz a gente se sentir muito mais feliz e confortável. Afinal, ali tem vida.

Isso não significa que eu não goste de uma casa arrumada, né? Mas se eu disser pra vocês que eu gosto de uma casa com pouca coisa é mentira!

Screen Shot 2018-08-11 at 11.31.21 PM.png

A dica desse filme é, móveis e paredes neutros e pontos de cor na decoração! Não tem erro! Nesse caso, as cores são o verde e o vermelho – algo bem recorrente aqui no blog.

Super aprovado!

Os quartos fogem um pouquinho das cores da sala, mas existe um equilíbrio geral na casa inteira (que não é sempre necessário, mas é interessante e algumas pessoas se sentem melhor assim, quando a casa toda combina!)

Screen Shot 2018-08-11 at 11.27.51 PM

Screen Shot 2018-08-11 at 11.23.00 PM

Screen Shot 2018-08-11 at 11.04.07 PM (1)

Posso me mudar pra lá já?

shell

O apartamento da Jamie em Amizade Colorida – ( Friends with benefits )

amizade-colorida_cartaz.jpg

Estava eu, muito tranquila, dando algumas risadas e assistindo ao Justin Timberlake e a Mila Kunis serem bobinhos em um filme chamado “Amizade Colorida” ou, originalmente “Friends with benefits”, quando eles sentaram nesse sofá azul:

friends-with-benefits-sc1.jpg

Que coisinha mais aconchegante, mista de moderno e clássico e com cara de eu-quero-morar-aqui que passou a ser esse sofá azul! Amor à primeira vista, com certeza.

Azul (pra mim) é uma cor muito do bem! Ela acalma e é indicada para locais de permanência, fora que também ajuda a controlar o apetite e a ansiedade. Notem que a maioria dos restaurantes de fast food são amarelos e vermelhos:

mcd.png

Mais ou menos por isso eu não entendo porque as pessoas usariam vermelho dentro de casa. De repente elas sao magras. Inclusive, eu conheço  muitos arquitetos que PRECISAM colocar uma parede vermelha, chocante, escandalosa em cada projeto apenas pela audácia de usar o vermelho. Eu acho que eu pulei essa materia na faculdade porque eu sou completamente pastel.

Entao, se você, influenciado pelos projetos de decoração do pinterest, está pensando em pintar aquela parede de casa de vermelha… lembre-se que VERMELHO ENGORDA.

Depois do alerta escadaloso, vamos ao apartamento da Mila (Jamie, no filme):

No apartamento da Jamie existem vários cômodos que eu aprovei completamente e que me fizeram questionar o meu amor infinito pelo set de Gilmore Girls ou The holiday, simplesmente porque a combinação  que ela tráz é um “everything goes” muito bem feito (que significa que tudo combina). Isso não te prende a um estilo muito específico e eu gosto dessa ideia.

Mais ou menos isso também acontece no apartamento da Monica em Friends.

Nesse site aqui eu encontrei fotos profissionais do set. Uma das coisas mais incríveis desse set é  que, mesmo com a iluminação natural, ele continua extremamente aconchegante – coisa que não acontece com a maioria dos sets que passam por aqui, principalmente os da Nancy Meyers, que eu tanto amo.

Jamies-apartment-friends-with-benefits.jpg

Jamies-apartment-friends-with-benefits-4.jpg

Jamies-apartment-friends-with-benefits-3.jpg

Jamies-apartment-friends-with-benefits-2.jpg

A unidade da casa se dá pela recorrência do azul pastel e a cor dos móveis de madeira que, mais uma vez, misturam branco, mel e colorido. A partir do momento em que essa mistura é clara, ela fica balanceada, o problema seria ter uma sala completamente clássica com um objeto moderno perdido no meio.

As almofadas e o tapete moderno fazem muito bem esse balanço com os móveis clássicos também!

Aqui, algumas cenas mostrando o outro lado da sala e um pouco da cozinha que ao fundo tem um… banheiro?

Ao ver aquele banheiro ali, ficamos todos curiosos com a planta do apartamento – ou eu fiquei!

Depois de pesquisar, concluí que seria algo meio assim:

Faltam algumas janelas e eu marquei ali o lugar de onde as fotos acima teriam sido tiradas! O apartamento da Jamie é  um dos meus preferidos, com certeza e vem recheado de coisas que eu quero implementar na minha casa!

O apartamento de Separados pelo casamento – ( The Break-Up )

Separados pelo casamento é um filme ruim. Não é engraçado o suficiente pra ser uma comédia e não tem trama o suficiente pra ser um drama – na minha opinião. Mesmo assim, eu devo ter assistido a esse filme pelo menos umas 3 vezes porque ele tem um personagem que eu considero maravilhoso: o apartamento.

Dessa vez, a cidade que a gente encontra do lado de fora na história é Chicago:

Screen-Shot-2017-04-25-at-8.55.41-PM.png

O apartamento é moderno mais não “demais”. Ou seja, ele tem aspectos contemporâneos mas não é essencialmente “clean” nem tem todas as linhas retas como a maioria dos apartamento que tentam ser modernos nos são apresentados.

Uma coisa legal é que por todos os lugares, existem várias referências à arte e esboços, já que a personagem da Jennifer Aniston trabalha em uma galeria de arte.

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.05.37-PM-768x373.png

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.12.22-PM-768x370.png

Eu gosto também da maneira como os quadros não mantêm um padrão no quesito “tema” mas a moldura de madeira está presente em todos os quadros de diferentes tamanhos e cores, trazendo unidade a eles.

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.22.57-PM-768x372.png

A cozinha deles é uma coisa muito bonita e a minha parte preferida do apartamento. Ela é um pouco menos moderna e mistura o azul que todo mundo ama com branco, mas sem ficar “limpa” demais, que passaria uma sensação de que o ambiente não é usado realmente. Sabe casa de revista com papel de parede no fundo da churrasqueira? Isso não existe na vida real. Por isso eu prefiro as casas de filmes, que normalmente nos dão uma prévia de como os ambientes realmente ficarão durante o dia a dia, com fotos reais na geladeira e tudo!

O balcão da pia parece ser feito com azulejos – ou um parente próximo – se aquilo ali realmente é feito com rejunte, eu tenho minhas dúvidas quanto à limpeza do lugar. Mas, nunca vi feito e não tenho certeza. Na minha casa, eu não faria! A cor é linda, só.

Screen-Shot-2017-04-25-at-8.55.51-PM.png

Screen-Shot-2017-04-25-at-8.56.29-PM.png

Screen-Shot-2017-04-25-at-8.56.09-PM.png

Nessa cena, aparece bem o local onde fica a porta de entrada do apartamento.

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.05.01-PM-768x370.png

Eu tenho minhas dúvidas sobre onde fica o banheiro, até porque a gente mal consegue dar uma espadinha nele e ele não é lá uma brastemp… um pouco me lembra o banheiro da Carrie em “Sex and the city” pelo tipo de louça.

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.26.26-PM.png

O padrão do azulejo também é antigo, pequenino e realmente parece que o foco do filme não era ter um banheiro super-legal como a sala de jantar:

Screen-Shot-2017-04-25-at-8.58.23-PM.png

Eu já devo ter mencionado aqui, mas vou repetir porque acho super interessante o quanto várias casas na américa do norte não possuem iluminação de teto central. Elas têm, no máximo, uma luz vinda de cima que cai sobre a mesa de jantar.

Segundo relatos, existe um grande temor quanto à iluminação artificial vinda de cima diretamente nas pessoas por ser algo potencialmente cancerígeno. Por isso a gente vê uma coleção de abajures nos filmes! Inclusive, o interruptor principal da sala e do quarto liga e desliga uma tomada já com o propósito de ligar e desligar todos os abajures ao mesmo tempo quando as pessoas entram e saem das peças!

Pra mim que adoro abajur, tá ótimo!

A sala parece menor no filme do que parece nas fotos, reparem:

Screen-Shot-2017-04-25-at-8.54.28-PM-768x370.png

break1.jpg

SIM!

Muito da magia do apartamento se perde quando a iluminação “de filme” é substituída pela iluminação da vida real. Decepcionante, como em muitas outras casas! Mas eu gosto dessas fotos porque com elas fica bem fácil de entender o layout do apartamento – que não tem muito mistério.

Aqui, mais algumas cenas que eu gosto de captar pra pegar detalhes como o tipo de piso, o tipo de abajur e arandelas pela casa, a estampa do sofás e a coisa que eu procuro em todas as casas: a escrivaninha.

Essa não é uma das minhas preferidas, mas, sendo a aficcionada por papelaria que eu sou, eu gosto sempre de “pesquisar” o que anda pelas escrivaninhas por aí!

Notei também que eles têm bastantes plantas espalhadas pela casa. Eu gosto de plantas artificiais (eu sei, é horrível) porque elas ficam sempre ali!

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.21.53-PM.png

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.17.44-PM.png

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.24.22-PM.png

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.17.18-PM.png

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.12.22-PM.png

A última peça que aparece é o quarto, mais uma vez com mesinhas laterais diferentes uma da outra – que é algo recorrente. E um papel de parede super carregado em apenas uma parede – que parece ser uma tendência que surgiu lá por 2005 e resolveu ficar.

Eu sou a-loka do papel de parede e certamente vou colocar papel de parede na minha casa inteira, assim que eu tiver uma casa inteira!

Screen-Shot-2017-04-25-at-9.04.07-PM.png

Como eu avisei que era um filme ruim, aqui as últimas cenas. O apartamento vazio:

thebreakup-apartment-1.jpg

O filme é de 2006 e até hoje as tendências não mudaram tanto assim e o apartamento continua bem contemporâneo.

Uma coisa bem importante é o quanto as paredes e a mobília fixa são neutro. Isso facilita bastante na hora escolher os móveis e acessórios.

Normalmente, branco não é a minha primeira escolha pra móveis, mas quando o piso é escuro como esse, é uma boa escolha até pra quem não é adepto porque ele evita que o ambiente fique claro demais a ponto de parecer monocromático. Fora que marrom é uma cor muito acolhedora e quente, assim como tons de madeira em geral.

Alguém mais tem vontade de mobiliar o apartamento quando vê ele vazio? Eu tenho!

Era isso pra “Separados pelo Casamento” (sendo que eles nunca casaram no filme!)! Até o próximo!